JUVENTUDES, EDUCAÇÃO E MERCADO DE TRABALHO

UM ENSAIO TEÓRICO

Palavras-chave: Juventude, Educação, Trabalho

Resumo

Este ensaio teórico discorre sobre juventudes, educação e trabalho no contexto contemporâneo brasileiro. Foi constituído numa abordagem qualitativa, produzido por meio de pesquisa bibliográfica e análise documental envolvendo autores como Dayrell (2003), Guarnieri e Melo-Silva (2010), Martins e Carrano (2011), Moura (2013), Jardim e Almeida (2016), Silva e Silva (2015), entre outros. O corpus de análise teórica e documental envolveu publicações em periódicos, trabalhos acadêmicos e documentos oficiais que abordam o tema. Deseja-se aqui ampliar a reflexão acerca do papel atribuído às juventudes ao longo da história brasileira e de como se dá o acesso desses ao ensino superior. Como repercussões, destaca-se que, muito embora tenha havido a ampliação de ofertas de vagas em universidades já existentes, com a abertura de novas universidades e a criação da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (RFEPCT), atendendo também à educação superior, o Brasil ainda enfrenta problemas para garantir o acesso, a permanência e o êxito de jovens das classes menos privilegiadas na educação superior.

Biografia do Autor

Roberta Pasqualli, Instituto Federal de Ciência e Tecnologia de Santa Catarina

Possui graduação em Ciência da Computação pela Universidade do Oeste de Santa Catarina (1999), Especialização em Informática pela Universidade Federal de Santa Catarina (2001), Especialização em Teorias e Metodologias da Educação pela UNOCHAPECÓ (2005), Especialização em Docência no Ensino Superior pela UNOCHAPECÓ (2008), Mestrado em Ciências da Computação pela Universidade Federal de Santa Catarina (2002) e Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2013). É professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina - Câmpus Chapecó. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Inovações Pedagógicas, Saberes Docentes e Currículo Integrado. É Pós-Doutora em Educação pela UFRGS onde estudou os saberes docentes dos professores do Sistema Rede E-TEC Brasil. É professora permanente e Coordenadora do Programa de Pós-Graduação - Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica - PROFEPT - IA - IFSC. Avaliadora BASis do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira , Brasil

Marizete Bortolanza Spessatto, Instituto Federal de Ciência e Tecnologia de Santa Catarina

Marizete Bortolanza Spessatto Professora do Centro de Referência em Formação e EaD do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina (IFSC). Integra o Colegiado do Curso de Mestrado Profissional em Rede em Educação Profissional e Tecnológica-IFSC. Doutora em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (2011), com estágio de doutoramento na Università Degli Studi di Padova-Italia (2010). Mestre em Linguística pela UFSC (2001). Realizou, como bolsista PNPD/CAPES, Pós-Doutoramento junto à Universidade do Estado de Santa Catarina-UDESC. Email: spessatto.mari@gmail.com Link do lattes: http://lattes.cnpq.br/8918147230902714

Referências

AQUINO, Dayani Cris de. A lei geral da acumulação capitalista e a teoria de crise baseada escassez de força de trabalho. Revista de Economia, Paraná, v. 34, n. 4, p. 77-98, 31 dez. 2008.http://dx.doi.org/10.5380/re.v34i4.17169. Disponível em: file:///C:/Users/User/Downloads/17169-60149-1-PB.pdf. Acesso em: 20 mar. 2021.

BRANDALISE, Mary Ângela Teixeira. Tecnologias de informação e comunicação nas escolas públicas paranaenses: avaliação de uma política educacional em ação. Educ. rev. [online]. 2019, v. 35, e206349. Epub 17-Jun-2019. ISSN 0102-4698. http://dx.doi.org/10.1590/0102-4698206349. Disponível em: http://educa.fcc.org.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0102-46982019000100412&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 24 mar. 2021.

BORGES, Patricia Ferreira Bianchini. Novas tecnologias e formação profissional docente. Educação & Tecnologia, Belo Horizonte, v. 23, n. 1, p. 31-46, 2018. Quadrimestral. Disponível em: file:///C:/Users/User/Downloads/761-3947-1-PB%20(2).pdf. Acesso em: 07 abr. 2021.
BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Lei nº 11.096, de 13 de janeiro de 2005. Institui o Programa Universidade para Todos – Prouni. Brasília, DF. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/lei/l11096.htm. Acesso em: 20 jul. 2020.
BRASIL.Presidência da República
Casa Civil
Subchefia para Assuntos Jurídicos. Decreto nº 6.096, de 24 de abril de 2007, de 24 de abril de 2007. Institui o Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais - REUNI. Brasília, DF, Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/decreto/d6096.htm. Acesso em: 01 abr. 2020.

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Lei nº 12.711, de 29 de dezembro de 2012. Brasília, DF. Dispõe sobre o ingresso nas universidades federais e nas instituições federais de ensino técnico de nível médio e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/lei/l12711.htm. Acesso em: 09 jul. 2020.

BRASIL. Lei nº 12.852, de 5 de agosto de 2013. Brasília, DF. Institui o Estatuto da Juventude e dispõe sobre os direitos dos jovens, os princípios e diretrizes das políticas públicas de juventude e o Sistema Nacional de Juventude - SINAJUVE. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2013/lei/l12852.htm. Acesso em: 05 nov. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei nº 13.005/2014, de 25 de junho de 2014. Plano Nacional de Educação - Pne e Dá Outras Providências. Brasília, DF, 26 jun. 2014. Disponível em: http://pne.mec.gov.br/18-planos-subnacionais-de-educacao/543-plano-nacional-de-educacao-lei-n-13-005-2014. Acesso em: 17 mar. 2020.

CARRANO, Paulo. Jovens, Escolas e Cidades: desafios à autonomia e à convivência. Revista Teias, Rio de Janeiro, v. 12, n. 26, p. 7-22, 2011. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/revistateias/article/view/24209. Acesso em: 20 ago. 2020.

CASSAB, Clarice. Refazendo percursos: considerações acerca das categorias jovem e juventude no Brasil. Perspectiva,Erechim. v.34, n.128, p. 39-51, dezembro/2010. Disponível em: https://www.uricer.edu.br/site/pdfs/perspectiva/128_136.pdf. Acesso em: 11 fev. 2021.

CASTRO, Elisa Guaraná de; MACEDO, Severine Carmem. Estatuto da Criança e Adolescente e Estatuto da Juventude: interfaces, complementariedade, desafios e diferenças. Revista Direito e Práxis, Rio de Janeiro, v. 10, n. 2, p. 1214-1238, jun. 2019.Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rdp/v10n2/2179-8966-rdp-10-2-1214.pdf. Acesso em: 13 nov. 2020.

DAYRELL, Juarez. O jovem como sujeito social. Revista Brasileira de Educação. [s.l.], n.24, set-dez. 2003. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rbedu/n24/n24a04.pdf. Acesso em: 11 fev. 2021.

FERREIRA, Aurelio Buarque de Holanda. Pequeno dicionário brasileiro da língua portuguesa. Rio de Janeiro:Civilização Brasileira S.A., 1960.

FONAPRACE/ANDIFES. V Pesquisa Nacional de Perfil Socioeconômico e Cultural dos Graduandos das Instituições Federais de Ensino Superior. Brasília: FONAPRACE/ANDIFES, 2019. Disponível em: http://www.andifes.org.br/wp-content/uploads/2019/05/V-Pesquisa-do-Perfil-Socioecon%C3%B4mico-dos-Estudantes-de-Gradua%C3%A7%C3%A3o-das-Universidades-Federais-1.pdf. Acesso em: 20 ago. 2020.

GERHARDT, Tatiana; SILVEIRA, Denise. Métodos de Pesquisa. Porto Alegre: UFRGS, 2009. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/52806/000728684.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em 11 fev. 2021.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GUARNIERI, Fernanda Vieira; MELO-SILVA, Lucy Leal. Perspectivas de estudantes em situação de vestibular sobre as cotas universitárias. Psicologia & Sociedade.Pernambuco, v. 22, n. 3, p. 486-498, dez. 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0102-71822010000300009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt . Acesso em: 20 ago. 2020.

GREGORIM, Clóvis Osvaldo; MARTINELLI, Creud Pereira Santos; NEIVA, Edméa Garcia; CARVALHO, Sandra Helena Terciotti. Michaelis: dicionário prático da língua portuguesa. São Paulo: Melhoramento, 2008.

JARDIM, Fabiana Augusta Alves; ALMEIDA, Wilson Mesquita de. Expansão recente do Ensino Superior brasileiro: (novos) elos entre educação, juventudes, trabalho? Linhas Críticas, [s.l.], v. 22, n. 47, p. 63-85, 2016. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/linhascriticas/article/view/4776. Acesso em: 13 nov. 2020.

MARTINS, Carlos Henrique dos Santos; CARRANO, Paulo Cesar Rodrigues. A escola diante das culturas juvenis: reconhecer para dialogar. Revista do Centro de Educação, Santa Maria, v. 36, n. 1, p. 43-56, 2011. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao/article/view/2910. Acesso em: 11 fev. 2021.

MACEDO, Mônica Ramos da Costa; OLIVEIRA, Sabrina Guedes de. Uma reflexão sobre o computador e s TIC ́S1 como meios de aprendizagem em ambiente escolar. Recite: Revista Carioca de Ciência, Tecnologia e Educação. Rio de Janeiro, v. 3, n. 2, p. 1-8, 2018. Semestral. Disponível em: https://recite.unicarioca.edu.br/rccte/index.php/rccte/issue/view/5. Acesso em: 25 mar. 2021.

MINAYO, Maria Cecília de Souza (org.). Pesquisa social. Teoria, método e criatividade. 19 ed. Petrópolis: Vozes, 2002.

MOURA, D. H. Ensino médio e educação profissional no Brasil nos anos 2000: movimentos contraditórios. In: MOURA, D. H. (org.). Produção de conhecimento, políticas públicas e formação docente em educação profissional.Campinas/SP: Mercado de Letras, 2013.

PEREIRA, Evelyne Medeiros et al. Educação, “neodesenvolvimentisno” e serviço social: os IFs em questão. Revista Serviço Social e Sociedade, São Paulo, n. 122, p. 317-340, abr./jun., 2015. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/sssoc/n122/0101-6628-sssoc-122-0317.pdf. Acesso em: 10 ago. 2020.

RAPOSO, Denise Maria dos Santos Paulinelli; GÜNTHER, Isolda de Araújo. O ingresso na universidade após os 45 anos: um evento não-normativo. Psicologia em Estudo, São Paulo, v. 13, n. 1, p. 123-131, mar. 2008. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-73722008000100015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 20 out. 2020.

SAMPAIO, Marcus Vinicius Duarte. Educação profissional: a expansão recente do IFRN e a absorção local de egressos no mercado de trabalho. 2013. 183 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Programa de Pósgraduação em Economia, Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013. Disponível em: https://memoria.ifrn.edu.br/bitstream/handle/1044/379/SAMPAIO_%282013%29_-_EDUCA%c3%87%c3%83O_PROFISSIONAL_-_a_expans%c3%a3o_recente_do_IFRN_e_a_absor%c3%a7%c3%a3o_local_dos_egressos_no_mercado_de_trabalho.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 07 abr. 2021.

SANTIAGO, Idalina Maria Freitas Lima; NASCIMENTO, Josilene Barbosa do; MOREIRA, Orlandil de Lima. Motivações e Autoavaliações da Participação Juvenil. In: SANTIAGO, Idalina Maria Freitas Lima; NASCIMENTO, Josilene Barbosa do; MOREIRA, Orlandil de Lima. Gênero, Participação Política e Novas Sociabilidades da Juventude. São Paulo: Editora Filiada A Abeu, 2016.

SILVA, Maciel Pereira da. Juventude(s) e a escola atual: tensões e conflitos no “encontro de culturas”. Rev. Ed. Popular, Uberlândia, v. 14, n. 1, p. 46-59, jan./jun. 2015. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/reveducpop/article/download/28958/pdf/. Acesso em: 20 out. 2020.

SILVA, Roselani Sodré da; SILVA, ViniRabassa da. Política Nacional de Juventude: trajetória e desafios. Caderno CRH, São Paulo, v. 24, n. 63, p. 663-678, dez. 2011. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.phpscript=sci_arttext&pid=S0103-49792011000300013. Acesso em: 13 nov. 2020

SILVA, Vitor Gomes da; PASQUALLI, Roberta. A atualidade da pedagogia socialista soviética: um ensaio teórico. Research, Society andDevelopment, São Paulo, v. 9, n. 7, 2020. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/4388. Acesso em: 12 fev. 2021.

CASTELLS, M. Internet e Sociedade em rede apud SOUZA, Maria do Socorro; TAMANINI, Paulo Augusto;. Tecnologias digitais e ensino: inclusão para além da inserção. Nuances: estudos sobre Educação, São Paulo, v. 30, n. 1, p. 172-187, 31 dez. 2019. Nuances Estudos Sobre Educação. http://dx.doi.org/10.32930/nuances.v30i1.6721. Disponível em: https://revista.fct.unesp.br/index.php/Nuances/issue/view/422/showToc. Acesso em: 24 mar. 2021.

ZANETTE, Marcos Suel. Pesquisa qualitativa no contexto da Educação no Brasil. Educar em Revista, Paraná,n. 65, p.149-166, set. 2017. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0104-4060.47454. Acesso em: 11 fev. 2021.
Publicado
2021-12-06